O momento em que você percebe que você mesmo sabota a sua vida, aquele momento em que você quase ouve a ficha cair dentro do seu cérebro, é como se uma daquelas bolas de destruição (sem a Miley Cyrus, por favor) batesse bem no meio do seu tronco, fazendo você voar delicadamente alguns metros e bater com a cara no chão.

E é assim que eu me sinto nesse momento, com alguns dentes quebrados.

Continuar lendo “[ARTIGO] Quando você percebe que é seu principal sabotador”