Talvez você tenha sentido
Uma tensão no ar toda vez que seus olhos se cruzavam
Uma ansiedade estranha em estar ao seu lado
Um descompasso desconcertante na respiração

Talvez tenha notado
Esses efeitos diferentes que desencadeavam
Em seu corpo com a mínima aproximação

Talvez tenha querido
Colocar essa pessoa sob seus braços e sua proteção
Tomá-la para si de bom grado
E mostrar como faziam a perfeita combinação

Mas amedontrou-se com o sentimento iminente
E sentiu-se demasiado vulnerável
Decidiu, por bem, que se tratava de uma ignorável alucinação
E seguiu em frente

Talvez tivesse amado
Se tivesse permitido
Se não tivesse ignorado
Se lhe entregasse a sua dedicação

Talvez um dia se torne ciente
De quantos Eu te amos deixou gritar seu coração
Enquanto se fazia calado

¨¨

Se você gostou desse poema, talvez poderá gostar de…

– Tornar-se Rio

– Eu Sou

– Libertação

 

Anúncios