Quem nunca falou essa frase? Todo mundo quando um ano se finaliza acaba fazendo planos e prometendo para si mesmo que o ano novo que nasce será de alguma forma diferente. Isso acontece porque não conseguimos continuar o que começamos no ano presente, ou nem ao menos nos esforçamos para atingir os objetivos… que nos propomos no início do ano que passou, sem nem mesmo darmos conta disso.

Os meses voam, os anos passam, e muitas vezes continuamos do mesmo modo durante um longo período de tempo. À meia noite do dia 31 de dezembro de qualquer ano nós pedimos e planejamos às vezes repetidas coisas que fracassamos no ano anterior. E eu me pergunto, “até quando vamos continuar não nos levando a sério?”.

Aparentemente muitas pessoas vivem uma vida toda nesse ciclo vicioso, cujo nunca se finda pelo fato de nunca se tornarem peças essenciais de suas histórias – como diria um menininho com seus bonecos, “figuras de ação”. Não, elas simplesmente “esperam”. Esperam ter tempo, esperam uma melhor oportunidade, esperam quando dá.

Neste dia 31 de dezembro, milhares de pessoas estarão fazendo pedidos emocionados sob os fogos de artifício. Eu estarei fazendo a mesma coisa. Se eles serão realizados ou não, só depende de mim.

Anúncios